>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Tratamento para pré-eclâmpsia pode evitar eclâmpsia

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 02/06/2014 17:37
Eclâmpsia são convulsões que não podem ser atribuídas a outros fatores em uma mulher grávida com quadro de pré-eclâmpsia, que é uma doença gestacional grave na qual a paciente desenvolve hipertensão e rapidamente ganha peso em excesso.

A causa da eclâmpsia ainda é desconhecida. Os sintomas são dores musculares, convulsões, muita agitação e inconsciência. Entre os fatores de risco estão a hipertensão crônica, ser a primeira gestação, diabetes, lúpus, obesidade e gravidez depois dos 35 e antes dos 18 anos.

No caso da paciente ter pré-eclâmpsia, o médico deverá monitorar cuidadosamente a evolução do quadro. Podem ser receitados medicamentos para evitar convulsões e reduzir a pressão arterial. No caso de pré-eclâmpsia grave, o parto é o tratamento indicado para evitar a eclâmpsia se a pressão permanecer alta mesmo com medicação.

Existe um risco maior de descolamento de placenta com pré-eclâmpsia ou eclâmpsia.
É importante que todas as mulheres grávidas façam acompanhamento médico de forma contínua desde o início da gravidez Isso permite o diagnóstico e o tratamento precoces de problemas como a pré-eclâmpsia. O tratamento da pré-eclâmpsia pode evitar a eclâmpsia.


Referências:
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/eclampsia
http://drauziovarella.com.br/mulher-2/gravidez/eclampsia-e-pre-eclampsia/
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?211