>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Conheça as principais formas de prevenção à pneumonia

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 06/04/2015 13:20

A pneumonia é uma doença que pode afetar tanto homens quanto mulheres. No entanto, por terem a saúde mais frágil, ela acomete os idosos com maior frequência.

Os idosos que sofrem de outras doenças como diabetes, hipertensão arterial e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), entre outras, têm a imunidade mais baixa e por isso são mais suscetíveis a contrair a pneumonia. Se a doença não for tratada corretamente, pode levar à morte.

Lavar as mãos, evitar aglomerações, beber bastante líquido para manter-se hidratado, não fumar e estar com a vacinação em dia são as principais formas de prevenção da doença.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação contra a gripe reduz bastante as hospitalizações por pneumonias e a mortalidade global da doença.

Vacina contra pneumonia

Devem ser vacinadas pessoas acima dos 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, doentes crônicos, gestantes e mulheres com até 45 dias depois do parto.

Os principais sintomas da pneumonia são:

  • 1 - Tosse com secreção ou com sangue;
  • 2 - Dor de cabeça;
  • 3 - Febre alta (que pode chegar a 40ºC);
  • 4 - Calafrios;
  • 5 - Falta de ar ou dor no peito durante a respiração;
  • 6 - Perda de apetite;
  • 7 - Fadiga;
  • 8 - Confusão mental.

O diagnóstico é feito por meio da história do paciente, do exame clínico e do raio-x do tórax.

O tratamento da pneumonia depende do quadro da pessoa, do agente causador e do local onde foi adquirida. Se a doença foi causada por bactéria, por exemplo, será necessário tomar medicamentos indicados por um pneumologista. Nos casos mais raros e mais graves, quando a pneumonia é causada por fungos, é preciso tomar remédios mais específicos, também recomendados por um especialista.

Caderneta de Saúde do Idoso

Além dos cuidados de higiene que as pessoas acima dos 60 anos devem ter, é recomendável que elas sempre tenham em mãos a Caderneta do Idoso quando forem ao médico. Com essa caderneta, serão registradas as informações sobre as condições de saúde do paciente, auxiliando os profissionais de saúde no momento da vacinação ou da consulta. No material constam os dados básicos de identificação do idoso como tipo sanguíneo, detalhes sobre hábitos de vida e medicamentos que ele está tomando, entre outras informações úteis.

Referências:

American Lung Association

Fundação Oswaldo Cruz

Portal da Saúde - Ministério da Saúde

Abrir