>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Conheça os efeitos dos antidepressivos

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 04/11/2015 16:16

Os antidepressivos auxiliam no tratamento da ansiedade e da depressão. Mas, assim como todos os medicamentos, têm efeitos colaterais que nem todos sabem. Um deles é a sonolência diurna, causada pelo efeito de sedação ou pelas noites mal dormidas devido a alterações provocadas em estágios do sono.

Antidepressivos também podem causar pesadelos

Segundo especialistas, por se tratar de medicamentos que afetam os neurotransmissores e a duração dos estágios do sono, os antidepressivos podem causar pesadelos.

A arquitetura do sono é composta por cinco estágios: 1, 2, 3 e 4 (que compõe o NREM), e o quinto estágio, chamado REM. Durante essa última fase, os sonhos são projetados pelo cérebro. Algumas substâncias presentes em antidepressivos podem retardar ou diminuir o REM, enquanto outras o tornam mais longo e intenso. As alterações nesse estágio do sono podem causar pesadelos.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

Mesmo não sendo prejudiciais, pesadelos frequentes podem levar à perda de sono e se tornar um empecilho para as pessoas desempenharem suas atividades diariamente, o que pode elevar o risco de outros problemas de saúde.

Efeitos secundários dos antidepressivos:

Ao iniciar o tratamento com antidepressivos, os pacientes podem apresentar os seguintes efeitos colaterais:

1- Sintomas físicos

Como dores na cabeça, nas articulações e nos músculos, além de náusea, erupções cutâneas ou diarreia;

2- Efeitos colaterais sexuais

Como diminuição do desejo sexual, problemas de ejaculação nos homens e dificuldade em chegar ao orgasmo nas mulheres;

3- Ganho de peso

Pode ser evitado com a prática regular de exercícios físicos;

4- Enxaquecas

Nesse caso, é necessário um cuidado extra, pois ingerir antidepressivos com medicamentos para combater enxaqueca pode causar aumento da frequência cardíaca.

A maior parte das consequências negativas da ingestão de antidepressivos desaparece ao longo do tempo de uso. Mas alguns efeitos incômodos podem persistir e só desaparecem com a redução da dose ou troca do medicamento. Entretanto, essas alterações sempre devem ser realizadas com orientação médica.

Referências

http://www.everydayhealth.com/depression/drug-side-effects.aspx

http://www.pdrhealth.com/antidepressants/common-side-effects-of-antidepressants

https://sleepfoundation.org/how-sleep-works/what-happens-when-you-sleep

Abrir