>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Conheça os perigos da hipertensão na gravidez

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 18/05/2017 17:47

Saúde e Bem-Estar 10. Mai. 2017

A hipertensão na gravidez é uma condição grave, que pode colocar em risco a vida da mãe e do bebê. Mesmo as mulheres que nunca tiveram esse problema antes podem desenvolvê-lo neste período. Por isso, é importante que tanto as gestantes quanto as mulheres que estão planejando engravidar saibam quais cuidados devem tomar para controlar o a hipertensão e reduzir o risco de complicações.

As complicações desta doença na gravidez podem incluir:

  • Problemas de crescimento do bebê no útero;

  • Parto prematuro;

  • Descolamento de placenta (placenta separa-se do útero antes do parto);

  • Doença cardiovascular para a mãe no futuro.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

Tipos de hipertensão na gravidez

Hipertensão gestacional - se desenvolve depois da 20ª semana de gestação, não existia antes.

Hipertensão crônica - já estava presente antes da gravidez ou se desenvolve antes da 20ª semana de gestação. Se a hipertensão persiste por mais de seis semanas após o parto, também é considerada hipertensão crônica.

Pré-eclâmpsia - hipertensão que ocorre exclusivamente na gravidez. É mais comum em mulheres na primeira gestação e depois da 20ª semana. Pode causar danos aos órgãos da mulher e evoluir para eclâmpsia (convulsão). É o tipo de hipertensão na gravidez que mais ameaça a mãe e seu feto, especialmente quando ocorre junto com a hipertensão crônica.

Como diminuir os riscos da hipertensão na gravidez

Existem maneiras eficazes de manter a hipertensão sob controle durante a gravidez e, assim, diminuir as chances de ter quaisquer problemas:

Faça o acompanhamento pré-natal - visite o seu médico regularmente durante a sua gravidez;

Tome a medicação conforme prescrito - para controlar a pressão sanguínea, o seu medico irá prescrever a medicação mais segura e na dose mais adequada. Não tome nenhum medicamento sem antes consultá-lo;

Tenha uma alimentação saudável - em especial, limite o consumo excessivo de sal;

Pratique exercícios físicos - mas, antes de começar, é necessário consultar seu médico;

Evite substâncias de risco - tabaco, álcool e drogas ilícitas são altamente contraindicados.

Se você tem pressão alta e está pensando em ter um bebê, converse primeiro com seu médico. Ele poderá orientar sobre mudanças no seu tratamento que podem ser necessárias antes de engravidar.

Fonte: Conteúdo de parceiro Qualicorp

Abrir