>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Use preservativo e proteja-se contra a sífilis

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 09/02/2018 15:03

Saúde e Bem-Estar 06. Fev. 2017

Mais de um milhão de casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) são registrados por dia no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Antes chamadas de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) são transmitidas por meio da relação sexual, cujo número de casos aumenta significativamente no período do Carnaval. . Continue a leitura e veja como pode se proteger.

Como se proteger das infecções sexualmente transmissíveis no Carnaval

Com o desejo sexual aflorado e o exagero no consumo de bebidas alcoólicas durante o Carnaval, muitos deixam a proteção de lado. Mas, a principal forma de transmissão das ISTs é pela relação sexual, seja oral, vaginal ou anal. Por isto, o preservativo deve ser usado sempre. Veja, a seguir, algumas dicas de como usar a camisinha masculina corretamente:

  • Fique atento ao prazo de validade do preservativo;

  • Não rasgue a embalagem com os dentes e nem utilizando as unhas;

  • Somente abra a embalagem na hora do uso e coloque com o pênis ereto;

  • Após a ejaculação, retire a camisinha do pênis ainda ereto, com cuidado para não vazar;

  • Não reaproveite o preservativo. Assim que acabar de usar, dê um nó e jogue no lixo.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

A camisinha feminina é tão eficaz quanto a masculina. Mas, somente uma ou outra deve ser usada. Então, se a mulher estiver usando, o parceiro dela não deve usar preservativo. Isso porque o atrito do látex aumenta entre dois preservativos e as chances das camisinhas estourarem ou rasgarem é maior.

Infecções sexualmente transmissíveis mais comuns

Quando não diagnosticadas e tratadas, as ISTs podem ter complicações graves e algumas levam até a morte. Segundo a OMS, as infecções sexualmente transmissíveis de maior recorrência no Brasil são as seguintes:

  • Sífilis;

  • Gonorreia;

  • Clamídia;

  • Herpes genital;

  • HPV;

  • HIV.

Infecções sexualmente transmissíveis podem ser silenciosas

Os sintomas das infecções são os mais diversos, como coceiras, corrimentos, verrugas ou feridas na região genital. Mas não se engane, pois os sinais nem sempre são visíveis. Mesmo que a outra pessoa pareça perfeitamente saudável, ela pode estar infectada. Além disso, acidentes acontecem e a camisinha pode romper. Se você passar por isso, discuta com um médico sobre fazer testes para ISTs.

Outras formas de contágio de ISTs

As ISTs também podem ser transmitidas de mãe para filho no parto e na amamentação e, ainda, pelo compartilhamento de seringas e lâminas.

Fonte: parceiro Qualicorp.

Abrir