Atenção e cuidados com a Doença de Alzheimer

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

A Doença de Alzheimer é uma enfermidade degenerativa que atinge o cérebro e se manifesta principalmente em idosos. De acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), a doença atinge cerca de 36,5 milhões de pessoas e 1,2 milhão delas estão no Brasil, ainda não diagnosticadas. Para conscientizar a população sobre a importância de tratar aqueles que sofrem com o Alzheimer, no dia 21 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Doença de Alzheimer.

O Alzheimer se caracteriza pela morte das células cerebrais, causando demência e perdas de funções cognitivas, como memória, orientação e linguagem (capacidade de se comunicar). A doença pode se manifestar de diferentes maneiras, variando de pessoa para pessoa. Por se tratar de uma doença progressiva, é comum que o comportamento do paciente se transforme de acordo com o avanço da enfermidade. Porém, existem sintomas comuns às pessoas que sofrem com a doença. São eles:

  • Perda de memória recente e repetição dos mesmos assuntos e perguntas;
  • Mudanças na personalidade, podendo se tornar desinibido, apático, desinteressado, isolado e até mesmo agressivo;
  • Dificuldade de se orientar no tempo e no espaço;
  • Interpretação delirante da realidade, além de alucinações visuais e auditivas;
  • Insônia e agitação noturna.

Ainda não se sabe o que causa as lesões no tecido cerebral. É possível verificar que alguns pacientes desenvolvem a doença devido à hereditariedade, porém a grande maioria dos casos surge de forma esporádica. Há também ambientes e hábitos que podem ser considerados fatores de risco como exposição à poluição, tabagismo e sedentarismo. Apesar de não haver um método de prevenção, recomenda-se manter sempre a mente estimulada com novos aprendizados e vida social.

Não existe cura para o Alzheimer, porém o tratamento pode desacelerar o progresso da doença e melhorar consideravelmente a qualidade de vida do paciente. O tratamento pode ser dividido em três partes: a medicação, que visa desacelerar o efeito e a morte dos neurônios, as terapias, que possuem a função de estimular a mente e o comportamento social e tornar a manifestação da demência menos agressiva, além da prestação de cuidados, que se baseia em ajudar o paciente a executar tarefas básicas e a não se colocar em situação de risco.

Muitas vezes o Alzheimer é tratado como algo natural, com o discurso de que é normal os idosos ficarem “gagás”, quando na verdade não é. Por isso, é importante diagnosticar rapidamente a doença, o que torna o tratamento mais eficiente e deixa sua progressão mais lenta e menos agressiva.

Produção de Conteúdo Qualicorp

Abrir

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.