Informação é o melhor remédio: saiba mais sobre o HPV

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Mulher fazendo um coração com as mãos no Abdomem

 

O Papiloma Vírus Humano (HPV na sigla inglesa) é um vírus que se instala na pele humana, principalmente nas mucosas, como vagina, colo de útero e pênis. É extremamente contagioso, sendo transmitido principalmente por relações sexuais sem uso de preservativos.

Os sintomas se caracterizam pelo aparecimento de verrugas e feridas, com o aspecto de uma couve flor. Espalham-se rapidamente, podendo se entender, nas mulheres, do clitóris à região anal. Nos homens, as lesões ocorrem principalmente na glande, no prepúcio e no escroto. Além dos órgãos genitais, os sintomas podem se manifestar na boca e na garganta de ambos os sexos. Muitas pessoas não desenvolvem a forma sintomática, porém, mesmo assim elas podem contaminar outras pessoas pelo contato sexual sem proteção.

A primeira fase do diagnóstico geralmente passa pelo exame físico das genitais. Sendo detectadas as anomalias, o especialista costuma pedir exames mais específicos para a confirmação da doença. A Colposcopia, por exemplo, consiste no uso de um aparelho chamado colposcópio, que permite uma análise detalhada da vagina e do colo do útero. Já o Papanicolau, cujo nome remete ao médico grego Georgios Papanicolau, é um exame preventivo, onde é coletado e analisado material do colo uterino, sendo recomendado anualmente para todas as mulheres.  

Dentre as técnicas de prevenção, a principal recomendação é usar preservativos nas relações sexuais. Cigarros, álcool e outras drogas também devem ser evitados, pois o uso dessas substâncias enfraquece o sistema imunológico.

Existem mais de 100 variações de HPV, porém 12 deles são considerados de alto risco, sendo os tipos 16 e 18 os mais associados às lesões pré-cancerígenas. Dessa forma, existe a vacina bivalente, que protege contra ambos. A quadrivalente é mais completa; imuniza contra os tipos 6, 11,16 e 18, tendo sido incluída no programa de vacinação do SUS em 2014. O público-alvo é meninas entre 9 e 13 anos, e o esquema vacinal é de duas doses, considerado o mais eficiente para essa faixa etária.

Ser diagnosticado com uma doença sexualmente transmissível pode ter um impacto psicológico muito negativo. Por isso, é necessário seguir corretamente o tratamento, que embora seja trabalhoso em alguns casos, diminui consideravelmente os riscos de câncer no colo do útero.

 

Produção de conteúdo Qualicorp

Abrir

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.