Compulsão alimentar atinge mais às mulheres

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Comer em excesso, grandes quantidades de comida em intervalos curtos de tempo e com o sentimento de que não há controle sobre o que está sendo ingerido. Assim funciona a chamada compulsão alimentar, que pode ocorrer em qualquer idade, mas costuma aparecer já no final da adolescência, em uma proporção de três mulheres para cada homem afetado pelo problema. Geralmente, está associada ao excesso de peso ou à obesidade.

É normal que, ocasionalmente, como em festas, haja um excesso na alimentação. O problema ocorre quando o exagero se torna regular e, em muitos casos, a comilança é mantida em segredo. Quem passa por isso pode até sentir vergonha do que acontece, mas é difícil resistir à vontade de continuar comendo.

Entre outros sinais da presença do distúrbio é possível citar: comer de maneira rápida durante os momento de compulsão; comer muito mesmo quando não se está com fome e comer até sentir desconforto.

É muito difícil conseguir lidar sozinho com o problema, portanto, quem sofre com a compulsão alimentar precisa de tratamento psicológico, que inclui terapia comportamental e para os relacionamentos interpessoais. Em alguns casos, podem ser necessários medicamentos.

Acompanhe mais algumas dicas:

• Tenha atenção com algumas das consequências mais graves da compulsão alimentar, como depressão, pensamentos suicidas, diabetes do tipo 2 e problemas cardíacos;
• Ao procurar ajuda médica, faça uma lista de todos os sintomas, mesmo aqueles que aparentam não estar relacionados com a compulsão alimentar;
• Não tente entrar em dietas se você acha que sofre de compulsão alimentar. Isso pode levar a mais episódios de crise;
• Procure não pular o café da manhã;
• Mantenha em casa quantidades menores de comida armazenada;
• Não deixe de seguir o tratamento médico-psiquiátrico e procure atividades alternativas que ajudem a lidar com o problema. Muitas pessoas veem benefícios na ioga;
• Procure um especialista e receba as orientações adequadas para começar a praticar atividades físicas.

Saiba mais
http://www.win.niddk.nih.gov/publications/binge.htm
http://www.mayoclinic.com/health/binge-eating-disorder/DS00608
http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol31/n4/170.html
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu1_07.htm

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.