>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • 10 dicas para diminuir o consumo de sal e açúcar

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 23/07/2019 11:40

Dr. Kalil Explica 23. Julho. 2019

Dietas variadas podem aparecer como soluções milagrosas contra o sobrepeso. Mas, não tem jeito: reeducar o paladar e mudar a alimentação é o melhor caminho. Por isso, o site Coração & Vida conversou com a nutricionista Thaís Cardeal e preparou uma lista com 10 dicas que podem te ajudar neste desafio e, assim, diminuir a o consumo de sal e açúcar. Em excesso, estes ingredientes podem acarretar no desenvolvimento de doenças como hipertensão, diabetes, entre outras.

Veja como a adoção de medidas simples pode gerar mudança de estilo de vida, com mais saúde e disposição:

Coma com atenção:

Comer com atenção é de extrema importância para ter a percepção da fome e da saciedade. "Quando prestamos atenção no que estamos comendo, conseguimos perceber a quantidade que nos satisfaz e o quanto estamos comendo a mais do que o necessário", explica a nutricionista.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

Troque os alimentos processados por naturais

Já é sabido que os alimentos processados usam muitos ingredientes que não são saudáveis para o organismo humano. As vitaminas e minerais contidas no alimento in natura são absorvidas de forma mais adequada, sem conservantes que atrapalham esse processo.

Arrisque-se na cozinha

Ao colocar a mão na massa e preparar sua própria comida, você sabe exatamente os produtos que estão sendo utilizados e pode reduzir a quantidade de sal na comida. A especialista Thaís Cardeal destaca que o ideal é variar a alimentação e utilizar os alimentos da forma mais natural possível, com menos sal e temperos industrializados.

Abuse das especiarias

Além de possuírem valores nutricionais muito superiores aos temperos industrializados, as especiarias e ervas naturais ajudam ao paladar descobrir novos sabores diferentes do salgado de costume.

Escolha gorduras saudáveis

Consumidas de forma moderada, as gorduras saudáveis, como azeite extra virgem, abacate e oleaginosas - castanha-do-pará e castanha-de-caju, por exemplo -, são importantes para a composição de uma alimentação equilibrada. De acordo com a nutricionista, além de aumentar o HDL - o chamado colesterol bom -, as gorduras saudáveis saciam a fome.

Faça seu iogurte

Ao fazer seu próprio iogurte, você evita o consumo dos iogurtes processados e ultra processados, cheios de corantes, aromatizantes, açúcares e outras substâncias e ingredientes que não são benéficos para o organismo. O iogurte caseiro pode ser feito apenas com leite, fermento lácteo e uma fruta de preferência.

Aromatize sua água

É uma forma de incentivar o consumo de água e reduzir bebidas cheias de açúcar como refrigerantes, sucos industrializados e sucos em pó. Casca de laranja, limão, frutas vermelhas e hortelã são ótimas opções para aromatizar a água.

Não corte o chocolate

Mas prefira os que têm mais de 70% de cacau em sua composição. "Eles têm menos açúcar, que é o grande problema do chocolate ao leite", diz Thaís Cardeal, lembrando que o consumo deve ser moderado.

Diminua as quantidades aos poucos

Reduzir o açúcar e o sal de forma gradativa da alimentação é uma forma de acostumar aos poucos o paladar. Para quem toma café com açúcar, por exemplo, o melhor é cortar pela metade a quantidade de colheres utilizadas até chegar a açúcar nenhum.

Tenha foco: com o tempo as escolhas se tornam naturais

Para reduzir o consumo de sal e açúcar é preciso se manter firme, dar um passo de cada vez e entender que trata-se de uma mudança difícil, mas benéfica para saúde. É bom estabelecer metas e ter acompanhamento de um profissional de saúde.

 

Revisão técnica

  • Prof. Dr. Max Grinberg
  • Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
  • Autor do blog Bioamigo

Fonte: site Coração e Vida, produzido com a curadoria do cardiologista Dr. Roberto Kalil Filho.

Abrir