>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Que venham as férias

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 05/07/2017 14:34

Dr. Kalil Explica 05. Jul. 2017

Organize a vida para viajar com a saúde em dia e curta momentos que podem melhorar seu estado físico e mental

As férias de julho chegaram e com elas, a possibilidade de viajar com as crianças. Estudos científicos apontam que fazer as malas e sair pelo mundo (longe ou pertinho mesmo) traz benefícios diretos para a saúde.

O hábito de tirar férias está ligado à diminuição de riscos de ataques cardíacos e depressão e, até mesmo, à saúde do cérebro, segundo mostrou um estudo feito por duas associações norte-americanas (uma ligada ao bem-estar dos cidadãos mais velhos e outra ao ramo do turismo).

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

A mesma pesquisa mostrou que passar algum tempo ou mesmo se mudar para perto de áreas verdes, como parques e florestas, traz os mesmos ganhos clínicos.

O relatório final explica que "essa é uma avaliação importante tanto para o planejamento dos urbanistas quanto para o planejamento das famílias em busca de melhor qualidade de vida".

Outro estudo semelhante, liderado pelo professor de psicologia da Universidade de Cornell, doutor Thomas Gilovich, afirmou que os seres humanos, em geral, tendem a desprezar a acomodação e que o tédio por repetir ações todos os dias acaba causando doenças.

Outro estudo semelhante, liderado pelo professor de psicologia da Universidade de Cornell, doutor Thomas Gilovich, afirmou que os seres humanos, em geral, tendem a desprezar a acomodação e que o tédio por repetir ações todos os dias acaba causando doenças.

Quem pretende, então, apostar nas férias que já se anunciam nesse fim de ano para melhorar a saúde física e mental, pode fazê-lo com a convicção de estar investindo da melhor forma.

Abaixo, algumas dicas para garantir que os dias de folga sejam uma experiência feliz e muito saudável.

Ao viajar, faça questão de levar:

- Kit de primeiros socorros com curativos, spray antisséptico, tesoura e pinça;

- Kit de remédios básicos, como para dor de cabeça, diarreia, febre e antiácido;

- Protetor solar (mesmo para quem viaja para lugares sem praias);

- Repelente (no caso das crianças, é preciso levar repelentes específicos para a faixa etária).

Antes da viagem, o que é importante fazer:

- Checar carteiras de vacinação de adultos e crianças - e, especialmente, checar a necessidade de vacinas específicas requeridas pelas regiões de destino da viagem (como febre amarela);

- Checar a necessidade de fazer seguros médicos temporários para viajantes;

- Procurar informações junto à operadora de cartão de crédito pessoal e saber se seu contrato já dispõe de seguros do tipo, com boa cobertura e validade no destino da viagem;

- Pedir ao médico ou pediatra receitas para remédios específicos que se pretende levar, como antibióticos (só é permito carregar remédios assim na bagagem de mão em aviões, por exemplo, com receita assinada);

- Uma lista com nome e telefones fixos e celulares dos médicos que costumam atender os indivíduos do grupo que viaja;

- Se possível, antes de viagens longas, fazer um check-up no consultório e um check-up dentário.

Revisão técnica

  • Prof. Dr. Max Grinberg
  • Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
  • Autor do blog Bioamigo

Fonte: site Coração e Vida, produzido com a curadoria do cardiologista Dr. Roberto Kalil Filho.

Abrir