Março Lilás: Prevenção ao câncer de colo do útero

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare
Três mulheres sorrindo na praia, ao lado a frase: Março Quali é Lilas. Prevenção ao câncer de colo do útero.

A campanha nacional “Março Lilás” tem o objetivo de conscientizar a população, principalmente feminina, sobre os cuidados para prevenção ao câncer do colo de útero.

Durante todo o mês de março, as administrações públicas municipais e instituições privadas, promovem ações com intuito de informar sobre o câncer do colo de útero e as maneiras de prevenir a doença.

O câncer do colo de útero, também chamado de câncer cervical, é causado, principalmente, pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano – HPV (chamados de tipos oncogênicos). A infecção genital gerada pelo vírus é presente em boa parte do público feminino, mas não causa a doença na maioria das vezes.

No entanto, em alguns casos, pode ocorrer alterações celulares que desenvolvem o câncer do colo de útero. As alterações podem ser facilmente identificadas ao realizar exames preventivos, sendo o mais popular, o “Papanicolau”. Se trata de um procedimento simples, feito na maioria das vezes no próprio consultório do médico ginecologista.

Prevenção ao câncer do colo de útero

A campanha Março Lilás estimula a prevenção primária do câncer do colo de útero que está direcionada à diminuição do risco de contágio pelo papilomavírus humano (HPV). Dessa forma, além da realização periódica do exame “Papanicolau”, é necessário também tomar a vacina contra o HPV.

exame é indicado para mulheres entre 25 a 64 anos, que têm ou já tiveram vida sexual ativa. A periocidade da realização do exame é indicada para três em três anos, porém nos dois primeiros exames orienta-se fazer um intervalo de um ano, e se os resultados forem normais, o exame pode ser realizado a cada três.

Contudo, é importante ressaltar que a primeira atitude para evitar a contágio pelo vírus é fazendo o uso de preservativo durante o ato sexual. Isso se deve ao fato da transmissão do HPV ocorrer por meio desse contato íntimo. Assim, pode ser considerado uma infecção sexualmente transmissível.

Vacinação contra o HPV

Desde 2014, o Ministério da Saúde integrou no calendário vacinal a vacina tetravalente contra o HPV. As doses até então eram direcionadas para meninas de 9 a 13 anos. Porém, a partir de 2017, o Ministério estendeu a vacina para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

A vacina protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV, sendo que os dois primeiros causam verrugas genitais e os dois últimos são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo de útero.

Sintomas do HPV

Apesar do desenvolvimento do câncer do colo de útero ser “silencioso”, é importante se atentar a alguns sintomas que podem indicar a fase inicial da doença. São eles:

  • Secreção vaginal anormal;
  • Verrugas na vulva, grandes ou pequenos lábios; ou parede vaginal;
  • Ardência no local das verrugas;
  • Coceira frequente nas partes íntimas;
  • Dor abdominal associada a problemas urinários ou intestinais;
  • Sangramento vaginal após a relação sexual (em casos mais graves);

Ao notar qualquer um dos sintomas, entre em contato urgente com seu ginecologista.

Tratamento para o câncer do colo do útero

O tratamento vai depender de cada caso. Porém, as opções mais eficazes para tratar o câncer do colo de útero são: cirurgia, quimioterapia e a radioterapia. O tipo de tratamento depende do estágio de evolução da doença, tamanho do tumor e alguns fatores pessoais que são levados em conta, a exemplo da idade da paciente.

Por isso, a realização constante dos exames de prevenção e o uso de preservativos durante o ato sexual, podem evitar a infecção pelo vírus HPV, e, consequentemente reduzir as chances do desenvolvimento do câncer do colo de útero.

Fontes: Inca, Globo.com, liga com o câncer e hcor

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Segunda a sexta: 7h às 21h
Sábados: 8h às 14h

Segunda a sexta: 7h às 17h

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.