Até quando amamentar?

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Mais do que nutrir, a amamentação proporciona uma ligação profunda entre a mãe e filho. Ela é fundamental para o desenvolvimento de defesas contra infecções, da fisiologia e de aspectos cognitivos e emocionais da criança. Para apoiar a campanha “Agosto Dourado”, que é voltada para a promoção, a proteção e o apoio ao aleitamento materno, esclarecemos diversas questões sobre a importância e o tempo de amamentação. Continue a leitura para saber mais!

Benefícios da amamentação

O leite materno é um alimento completo, fornece todos os nutrientes, vitaminas e minerais de que o bebê precisa para o seu desenvolvimento durante os primeiros meses de vida. A amamentação também tem outras vantagens:

Protege o bebê de doenças – o leite materno funciona como uma vacina natural, principalmente nos primeiros meses de vida, quando o sistema imunológico ainda é bastante frágil. Ele diminui também as chances de alergias, pneumonias, infecções e diarreias.

Funciona como anticoncepcional natural – a amamentação previne a gravidez nos primeiros seis meses, tempo em que a alimentação deve-se basear somente no leite materno. Isso porque que os hormônios envolvidos na produção de leite bloqueiam a ovulação. A porcentagem de mulheres que engravidam novamente enquanto estão amamentando é menor que 2%.

Evita o câncer de mama –a amamentação por 12 meses pode reduzir em quase 5% os riscos de desenvolver a doença. Esse fato está relacionado às taxas do hormônio feminino estrogênio, que caem durante o período de aleitamento.

Qual o tempo de amamentação correto?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam que o tempo de amamentação seja até os dois anos de idade ou mais. Além disso, nos primeiros seis meses o bebê deve receber somente leite materno. O ideal é que a criança mame na hora e quantas vezes quiser.

Quantas vezes o bebê deve mamar por dia – é comum que o bebê em aleitamento exclusivo mame de oito a 12 vezes por dia. O tempo de amamentação pode variar. Essa quantidade grande de vezes é normal e não significa que o leite está fraco ou que a mulher está produzindo uma quantidade insuficiente.

Complementação alimentar – cuidado para não introduzir complementos alimentares de forma desnecessária. Geralmente, o leite materno proporciona todos os nutrientes que o bebê precisa. Em caso de dúvida, procure um médico para que ele possa fazer uma avaliação correta da sua saúde e da criança.

Fonte: parceiro Qualicorp.

Abrir

 

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.