>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Mitos e verdades sobre a leucemia

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 14/05/2019 14:05

Saúde e Bem-Estar 14. Maio. 2019

A leucemia está entre os dez tipos de câncer mais comuns em todo o mundo e tem cerca de 257 mil novos casos por ano. Quando diagnosticada precocemente, possui 80% de chances de cura. É o câncer mais frequente em crianças, com mais de 12 mil novos casos ao ano. Continue a leitura e conheça alguns mitos e verdades sobre a leucemia.

A leucemia é mais comum em crianças do que em adultos

Mito. Apesar de ser o tipo de câncer mais comum em crianças, a maior incidência da leucemia é entre adultos. Quanto maior a idade, maior o risco de desenvolver a doença. Com exceção da leucemia linfoide aguda, que é o tipo mais comum em crianças.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

O diagnóstico precoce da leucemia aumenta as chances de cura

Verdadeiro. Quando detectado no início, o câncer chega a ter 80% de chances de cura. Mas, para isso, é preciso ficar atento aos sintomas, que podem ser confundidos com outras doenças. São eles:

  • Febre acima de 38 graus
  • Dor nos ossos ou articulações
  • Hematomas, pontos vermelhos na pele e/ou sangramentos inexplicados
  • Anemia
  • Cansaço frequente e perda de peso sem razão aparente
  • Ínguas no pescoço, axilas ou virilha
  • Infecções frequentes, como candidíase ou infecção urinária.

A suspeita da doença pode ser confirmada por meio de exames de sangue e análise da medula óssea, também realizada para saber se a leucemia está respondendo ao tratamento.

Existem 12 tipos de leucemia

Verdadeiro. Porém, genericamente, ela é dividida em quatro tipos principais, de acordo com a velocidade que evolui e os tipos de glóbulos brancos (células de defesa do sangue) que ataca. São elas:

  • Leucemia linfoide crônica - afeta células linfoides e se desenvolve de forma lenta. Afeta principalmente pessoas acima de 55 anos.
  • Leucemia mieloide crônica - afeta células mieloides e se desenvolve devagar, a princípio. Também acomete principalmente os adultos.
  • Leucemia linfoide aguda - afeta células linfoides e avança rapidamente, se tornando grave. É o tipo mais comum em crianças pequenas, mas também ocorre em adultos.
  • Leucemia mieloide aguda - afeta as células mieloides e avança rapidamente. Ocorre tanto em adultos como em crianças, mas a incidência aumenta conforme a idade.

O principal tratamento para a leucemia é a quimioterapia

Verdadeiro. Com exceção da leucemia mieloide crônica, que é tratada com remédios via oral, os outros três tipos devem ser submetidos a um tratamento de três etapas:

  • etapa - é feita uma combinação de quimioterapias até que os exames não acusem mais células anormais;
  • Segunda etapa - em seguida, são aplicados medicamentos mais agressivos para consolidar o tratamento;
  • Terceira etapa - por fim, é feita uma manutenção com medicamentos mais suaves para garantir que a leucemia não volte.

O tratamento para a leucemia pode durar até dois anos e precisar de internação devido aos sintomas da quimioterapia. Em alguns casos, quando a doença evoluiu muito, o transplante de medula pode ser um tratamento complementar.

A leucemia é um tipo de câncer hereditário

Mito. As causa da leucemia ainda não são claras, mas apenas 8% dos casos é herança genética. O restante pode ser influenciado por uma série de fatores, como:

  • Tabagismo;
  • Alta exposição à radiação;
  • Alta exposição ao formol, usado nas indústrias química, têxtil, ambientes de saúde e salões de beleza;
  • Alta exposição ao benzeno, substância encontrada na gasolina;
  • Exposição a agrotóxicos;
  • Síndrome de Down;
  • Infecção por hepatite B e C.

Fonte: parceiro Qualicorp.

Abrir