>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Alimentos ultraprocessados: como identificar

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 22/05/2019 17:51

Saúde e Bem-Estar 21. Maio. 2019

Todos os anos, mais da metade das mortes prematuras, entre os 30 e 69 anos, acontece devido a doenças crônicas. As mais fatais são as cardiovasculares e AVCs, que muitas vezes são provocadas por hábitos pouco saudáveis, como o consumo exagerado de alimentos ultraprocessados e o sedentarismo. Descubra como identificar esses alimentos para fazer escolhas mais saudáveis.

O que são alimentos processados e ultraprocessados?

Os alimentos podem ser classificados em quatro categorias, de acordo com o tipo de processamento industrial pelo qual passaram. Alguns desses processos são essenciais para que o alimento seja consumível de maneira saudável e segura. Mas há outros que adicionam substâncias que podem ser prejudiciais à saúde. Os alimentos são classificados da seguinte forma:

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

Alimentos não processados ou minimamente processados - são os que não passam por nenhum tipo de processamento. Ou sofrem somente alterações que não afetam a qualidade. Como lavagem, secagem e retirada de partes não comestíveis. Exemplos:

  • Ovos;
  • Castanhas;
  • Peixes e frutos do mar;
  • Amendoins sem pele;
  • Verduras lavadas e embaladas;
  • Frutas secas;
  • Leite pasteurizado.

Ingredientes culinários processados - são extraídos de componentes naturais e passam por algum processo industrial para serem consumidos, como moagem, prensagem e refinamento. Exemplos:

  • Óleo vegetal;
  • Azeite;
  • Açúcar;
  • Sal;
  • Pimenta em pó.

Alimentos processados - passam por processos de adição de sal, açúcar e gorduras para aumentar a durabilidade e modificar o sabor. Exemplos:

  • Pães;
  • Queijos;
  • Carnes salgadas e defumadas;
  • Legumes em conserva;
  • Frutas em caldas.

Alimentos ultraprocessados - são fabricados a partir de substâncias derivadas de alimentos, ou com base em químicas feitas a partir de fontes orgânicas, ou até não conter parte alguma de alimentos naturais. Exemplos:

  • Refrigerantes;
  • Salgadinhos;
  • Sorvete;
  • Biscoitos recheados;
  • Achocolatados;
  • Margarinas.

Na dúvida se é alimento ultraprocessado? Leia o rótulo!

Muitas vezes, as embalagens podem nos levar a acreditar que alguns alimentos são pouco processados ou até mesmo naturais, como sucos que dizem conter frutas inteiras na receita. Porém, mesmo que a fruta seja usada como ingrediente, isso não muda o fato dele ser um ultraprocessado.

Para não ficar com dúvida, leia o rótulo e cheque se o alimento contém algumas das substâncias características dos ultraprocessados:

  • Corantes;
  • Emulsificantes;
  • Espessantes;
  • Espumantes;
  • Estabilizantes;
  • Aromatizantes;
  • Saborizantes;
  • Conservantes;
  • Glutamatos.

Fonte: parceiro Qualicorp.

Abrir