>

Qualicorp explica

Pesquisar Artigos
  • Cuidados íntimos que toda mulher deve ter

  • Saiba mais.
  • Publicado em: 23/05/2019 11:17

Saúde e Bem-Estar 23. Maio. 2019

Além de cuidados básicos de higiene, que devem ser mantidos sempre e em todo o corpo, algumas medidas são necessárias para proteger a região íntima de infecções, corrimentos, candidíase e mau odor. Saiba quais são:

Cuidados íntimos de proteção contra fungos e bactérias

Use apenas água e sabonete neutro - lavagem excessiva e uso de sabonetes com essências e loções perfumadas retiram a barreira protetora natural, que mantem a acidez da região. Lave a região íntima até três vezes ao dia apenas com água e sabonete neutro com pouco perfume e sem cor.

 
  Ainda não possui um plano de saúde?
Clique e encontre as melhores opções para você.
 

Prefira calcinhas de algodão - no dia a dia, evite calcinhas de tecidos sintéticos, pois abafam a região. O mesmo vale para roupas quentes e calças muito justas. Lembre-se: altas temperaturas tornam o ambiente favorável para a proliferação de bactérias.

Cuidado com a roupa de banho molhada - o excesso de umidade na região genital é uma das causas mais comuns de infecções. Ao ir à praia ou piscina, evite ficar muito tempo com a mesma roupa de banho molhada. Caso não consiga tomar banho logo em seguida, leve uma muda de roupa seca para trocar.

Atenção com a depilação - opte por não retirar todos os pelos da região íntima, pois eles são uma proteção natural do corpo contra irritações, ressecamentos e inflamações na vagina. Caso faça depilação com cera, fique atenta à higiene do estabelecimento e se os produtos utilizados são descartáveis.

Evite usar protetores diários - eles impermeabilizam e impedem a transpiração da região genital, favorecendo a instalação de fungos e bactérias. Durante a menstruação, troque o absorvente interno ou externo com regularidade, independentemente do fluxo.

Observe seu corpo - mau cheiro, corrimento, coceira, dor e/ou queimação durante a relação sexual ou ao urinar não são normais e indicam infecção por fungos ou bactérias. Ao perceber os sintomas, procure seu médico para ter a orientação correta de tratamento.

Fonte: parceiro Qualicorp.

Abrir