Cuidados com a visão na quarentena

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

A vida na quarentena pode ser difícil para sua visão. Com as atividades externas limitadas, o tempo em frente à televisão, computador, tablets e smartphones tende a ser maior que o de costume, o que pode causar danos aos olhos e desconforto, como dor de cabeça e vista cansada. Além disso, o estresse e ansiedade aumentados durante essa época também podem influenciar o organismo e causar problemas nos olhos. Na quarentena, mais do que nunca, é preciso adotar alguns cuidados com a visão.

Uso excessivo de telas

No Brasil, 50 milhões de pessoas possuem algum tipo de distúrbio de visão. Desse número, 60% dos casos são de deficiência visual em função da síndrome da visão, condição causada pelo uso contínuo de telas de computador, smartphone, tablet e televisão. Um estudo feito pela companhia SuperAwesome chegou à conclusão de que, no período de quarentena, crianças norte-americanas de 6 a 12 anos passam 50% do seu dia olhando para telas digitais.

O hábito faz com que as pessoas acostumem seus olhos para enxergar itens próximos, deixando de exercitar a visão para longe. Esse estilo de vida pode aumentar a incidência de miopia – o distúrbio de visão que gera dificuldade de enxergar a uma certa distância, com embaçamento de objetos e textos. Há, ainda, a possibilidade de que a luz artificial emitida por essas telas cause também problemas na visão.

Os sintomas do excesso de uso das telas podem incluir:

Cansaço da visão;

Secura dos olhos – mais comum em idosos;

Vermelhidão do globo ocular;

Dor de cabeça;

Visão embaçada;

Lacrimejamento;

Sensibilidade à luz;

Queimação e irritação nos olhos.

Efeitos do estresse e da ansiedade

O aumento do estresse e as crises de ansiedade causam alterações hormonais no organismo e também podem interferir no funcionamento de alguns órgãos – ocasionando, por exemplo, batimentos cardíacos acelerados. Os olhos, portanto, também podem ser afetados. Essa influência pode atingir o sentido da visão de duas formas:

  1. Causando uma doença chamada serosa central

Em pessoas excessivamente estressadas, algumas alterações neuro-hormonais levam a uma falha nos vasos do fundo do olho. Esse pequeno defeito pode fazer com que vaze o líquido presente nesta circulação, responsável por nutrir a retina. Assim, a mesma pode se descolar, afetando os estímulos de luz recebidos e a forma como são enviados para o cérebro – o que altera a formação das imagens que a pessoa enxerga.

A doença é mais comum em:

  • Homens jovens, que têm entre 25 e 50 anos;
  • Pessoas que fazem tratamentos prolongados com corticoides;
  • Gestantes;
  • Pessoas que possuem refluxo gastroesofágico.

Os sintomas mais comuns são:

✓ Piora na visão em um ou nos dois olhos;

✓ Visão embaçada;

✓ Distorção de objetos;

✓ Distúrbio na percepção de cores.

Atenção: É possível que pessoas com serosa central não apresentem sintomas, o que torna ainda mais importante e necessário consultar regularmente seu oftalmologista.

  1. Causando descontrole de glicemia em diabéticos

O nível de estresse e ansiedade de uma pessoa pode influenciar o aumento do índice glicêmico no sangue – o que, para diabéticos, pode acarretar no aparecimento da retinopatia diabética. A hiperglicemia pode levar à disfunção da retina, região do olho que é responsável por formar as imagens que são enviadas ao cérebro.Os sintomas mais comuns são:

✓ Pontos pretos no campo de visão;

✓ Visão embaçada;

✓ Visão noturna prejudicada.

Aspectos para ter atenção nos cuidados com a visão

Além de encontrar maneiras de aliviar as tensões causadas pelo período de quarentena, profissionais da oftalmologia indicam que as pessoas mudem a forma como utilizam as telas. Confira abaixo algumas dicas de cuidados com a visão durante esse período.

Intercale os momentos de concentração em aparelhos eletrônicos com atividades ao ar livre, que proporcionam o exercício da vista à distância;

Se necessário, use lubrificantes oculares para evitar que os olhos fiquem secos;

Cuide de sua alimentação para evitar aumento do índice glicêmico;

Faça exercícios em casa para aliviar o estresse e para estabilizar a glicemia;

Valorize uma boa noite de sono, que ajuda os olhos a descansarem e alivia o nível de estresse.

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.