Saiba mais sobre o vírus HPV

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

O HPV (papilomavírus humano) é uma doença sexualmente transmissível (DST) muito comum. O vírus pode ser transmitido por meio do sexo vaginal, oral e anal, sem o uso de preservativo.

Estima-se que 75% dos homens e das mulheres sexualmente ativos terão pelo menos uma infecção por HPV em algum momento da vida.

Para a prevenção do vírus é necessário utilizar camisinha em todas as relações sexuais e também não ter uma grande variedade de parceiros (as), pois as chances de contrair essa e outras DSTs são maiores.

Para as mulheres, é importante a realização do exame preventivo, conhecido como Papanicolau. O exame detecta as possíveis alterações nas células que podem provocar o câncer de colo do útero. Ele deve ser feito, preferencialmente, por mulheres entre 25 e 64 anos, que têm ou já tiveram atividade sexual.

Atualmente existem mais de 100 tipos de HPV. Os tipos 16 e 18 são os mais graves, pois são os principais agentes que provocam o câncer de colo do útero. Cerca de 50% das pacientes com câncer tem o HPV 16, seguido do HPV 18 que é representado por 12% dos casos.

Outra forma de prevenção é a vacinação. Em 2014, a vacina contra o vírus HPV passou a ser oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para meninas de 9 a 13 anos, nas unidades básicas de saúde e em escolas públicas e privadas. A vacina oferece proteção aos tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV.

Muitas vezes a doença não apresenta sintomas, mas quando estes se manifestam o principal dano é a presença de verrugas genitais, que podem ser visíveis ou não, por serem muito pequenas, ou por estar em partes internas do corpo. Essas verrugas, também chamadas de condilomas, podem aparecer como lesões em forma de couve-flor. Nas mulheres, elas são comuns nas coxas, vagina, vulva, reto, uretra, ânus e colo do útero. Enquanto nos homens, as verrugas são comuns na região da cabeça do pênis (glande) e na região do ânus. As lesões também podem aparecer na boca e na garganta, em ambos os sexos.

O tratamento para as verrugas genitais é feito com um ginecologista ou urologista. Os métodos para tratá-las podem variar: desde produtos específicos até crioterapia, electrocoagulação, laser ou cirurgia com anestésicos locais, nos casos mais raros.

Referências:

Portal da Saúde

Instituto Nacional de Câncer (INCA)

Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais

Abrir

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare

Central de Serviços

Consultas, solicitações e informações sobre seu plano.

Baixe nosso aplicativo

Boletos, Demonstrativo de IR, carteirinha e atendimento de um jeito prático.

Serviços úteis para você ter mais agilidade e segurança ao usar seu plano de saúde

Atendimento digital

Se preferir adicione (11) 4004-4400 no seu celular.

Dúvidas frequentes

Clique aqui e acesse as dúvidas mais comuns de nossos clientes.

Atendimento por telefone

Segunda a sexta: 7h às 22h

Sábados: 8h às 14h (exceto feriados)

4004-4400

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800 016 2000

(Demais regiões)

SAC

Reclamações, cancelamentos e informações sobre a Qualicorp, 24h por dia, todos os dias.

Vendas

Comercialização de planos de saúde para você ou para sua empresa.

Para você

Planos de saúde para categorias profissionais.

Se preferir adicione (11) 3178-4000 no seu celular.

ou ligue para:

(11) 3178-4000

(São Paulo)

0800 777 4004

(Demais regiões)

Para Sua Empresa

Soluções para empresas de todos os tamanhos

Empresas até 199 vidas (PME Qualicorp)

Solicite uma cotação:

ou ligue para: (11) 3149-8305

Segunda a sexta: 9h às 18h
Para saber mais sobre as soluções PME, clique aqui.

Empresarial

Segunda a sexta: 7h às 22h

(11) 3146-1012

Para solicitar uma cotação ou conhecer melhor as soluções da Qualicorp para benefícios corporativos, clique aqui.